Desfralde do bebê: Qual o tempo e a melhor maneira de fazer esse procedimento?

Padrão

bebe-de-fralda

Quando o bebê está crescendo e ganhando autonomia, o desfralde é o momento mais crucial para os pais. A “hora de largar a fralda” é o começo de uma série de ações que animam e preocupam os pais ao mesmo tempo. De acordo com os Pediatras, realizar esse processo no verão é o melhor momento porque a criança está usando menos roupas. Além disso, por causa do calor a criança perde muito liquido pela transpiração. Quando o bebê está crescendo e ganhando autonomia, o desfralde é o momento mais crucial para os pais. A “hora de largar a fralda” é o começo de uma série de ações que animam e preocupam os pais ao mesmo tempo. De acordo com os Pediatras, realizar esse processo no verão é o melhor momento porque a criança está usando menos roupas. Além disso, por causa do calor a criança perde muito liquido pela transpiração. Se você é mãe ou pai de primeira viagem, tenha paciência! Essa não é uma tarefa simples. Mas um pouco de carinho e compreensão é necessário. Você primeiro deve observar se seu filho está preparado para este momento. Como esse período é relativo, os pais ou responsáveis devem atentar-se aos sinais de prontidão. Esses sintomas podem ser físicos, cognitivos ou comportamentais.  Andar com firmeza é um sinal físico fundamental. Observar se a criança se incomoda quando está molhada de xixi ou suja de cocô também é outro ponto a ser considerado. Outros sinais é observar se o bebe demonstra interesse em usar calcinhas ou cuequinhas e se ele demonstra interesse quando os pais estão no banheiro. As crianças não se adaptam a mudanças repentinas. Portanto evite realizar o desfraldamento em prática com outras grandes mudanças como: mudar de casa, viajar, dentre outras possibilidades. Veja aqui outras dicas para ajudar nessa etapa:

1. A partir dos dois anos de idade, a criança pode ser estimulada a deixar as fraldas. Nessa idade a criança já tem condições de segurar a vontade e controlar os músculos e nervos do ânus e da uretra.

2. Como já foi dito, a melhor fase para fazer a transição é no verão, porque as crianças usam menos roupas, transpiram mais e diminuem o xixi.

3. É interessante observar pela manhã se a crianças acorda na maioria das vezes com a fralda toda seca. Quando isso acontece por noites seguidas está na hora de arriscar. Se a criança voltar a fazer xixi durante a noite pode voltar às fraldas e dê um tempo. E não ofereça líquidos antes de dormir.

4. É importante acordar e informar na escola sobre essa nova etapa na vida da criança. Esse diálogo é fundamental para o bom andamento da situação. Na creche a retirada da fralda é mais fácil porque a criança se espelha em outra, querendo igualar-se aos colegas. Converse coma professora!

5. Não recrimine nem demonstre frustração quando o xixi ou coco escapulir. A criança precisa de estímulos para a próxima vez. Quando ela acertar comemorações e elogios são muito bem-vindos!

6. Para facilitar essa transição, o Portal bebe.com.br elaborou um passo a passo que pode ser seguido antes do início desse processo:

1ª semana

Leve o pequeno ao banheiro a cada duas horas para fazer xixi. No caso do cocô, respeite os horários de costume. Espere sempre ao lado dele, sem apressá-lo, até que finalize a tarefa. Limpe-o e vista a cueca ou calcinha. Vale cantar parabéns e festejar as primeiras vezes do xixi e do cocô no peniquinho.

2ª semana

Continue levando a criança para fazer xixi e cocô, mas deixe-a sozinha no banheiro. Peça que chame quando tiver terminado. Recaídas são esperadas, jamais dê bronca. Em vez disso, diga coisas como: “Você fez xixi na calça, mas não tem problema. Dá próxima vez conseguirá chegar a tempo ao banheiro”.

3ª semana

Deixe a decisão de ir ao banheiro por conta da criança, mas pergunte se ela não está com vontade pelo menos umas quatro vezes ao dia. Atenção: quem limpa o pequeno são os pais, mas mostre a ele como se faz. Nunca se esqueça de apertar a descarga e lavar as mãos (as suas e as da criança) depois de usar o banheiro. A criança aprende com o exemplo.4ª semanaAgora não pergunte nem ofereça. Deixe que a criança vá ao banheiro por conta própria. Tenha paciência nessa hora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s